It´s Over…

3 de agosto de 2014 Deixe um comentário

store-closed

Coincidentemente a 2 anos iniciei esse blog com o proposito de ajudar na minha terapia, para colocar para fora o que eu sentia de alguma forma, pois as vezes era difícil verbalizar tudo isso ou encontrar alguém que entendesse o que eu passava.

Nunca o divulguei, mas pessoas o encontraram, fiquei feliz por cada comentário recebido, com palavras de apoio ou de identificação com o que eu escrevia.

Mas a ferramenta que cura as vezes machuca. Como um remédio, que tem o proposito de curar, mas que na dose errada pode até matar.

Como tudo na vida tem um fim. De uma forma ou de outra eu pararia de escrever em algum momento, mas como disse no post anterior, “nem tudo termina como planejamos” e esse é mais um fim assim.

O que blindava o blog era meu anonimato, mas ele já não existe mais, por isso não conseguirei colocar com o mesmo sentimento que escrevia por me sentir julgado por coisas que ainda não sei bem como compreender.

Essa será a ultima atualização desse blog, obrigado a quem acompanhou e incentivou, aqui fica um pedacinho da minha memória.

“I’m moving on
I’m moving on
Watching in silence
Watching in silence again…”

Fê.

 

Anúncios
Categorias:Geral, Pensamentos

Nada é para sempre

3 de agosto de 2014 Deixe um comentário

Errar e acertar faz parte da vida, não somos perfeitos e nunca seremos, mas o importante é tentar.

Eu tentei… se foi da forma certa ou errada estou descobrindo a cada dia que passa, mas agora refletindo sobre tudo sozinho.

Infelizmente passo por mais um fim na minha vida e ainda sofro um pouco em lembrar, mas depois, concluímos que foi o melhor para o momento.

Sempre lembrarei do seu sorriso que mesmo quando ela se dizia que era feio , eu insistia em dizer que era lindo e era de verdade, lembrarei de nossa viajem dos momentos que passamos das coisas que descobrimos juntos. Lembrarei dos momento que olhávamos os gatinhos brincarem e só ficamos em silencio rindo da situação. ah sempre lembrarei dos gatinhos também.

Lembrarei de mais uma duzia de coisas boas com a certeza de que fizemos muitas coisas legais, mas infelizmente nossas incompatibilidades nos afastaram, mas também não quero pensar nisso, pois quero me lembrar do que foi bom pois os motivos que fizeram não dar certo ainda estão sendo processados e talvez nunca eu entenda.

O sentimento que fica é de carinho e respeito por uma pessoa muito especial que passou pela minha vida.

Agora vou readaptando minha vida me organizando de outra forma sem pensar muito no amanha, deixando que novas situações me coloquem em um novo rumo.

Não sou muito bem falando destas coisas ao vivo e por isso escrevo. Durante esse post, eu respirei fundo lembrando do que foi bom, chorei, fiquei pensativo por vários minutos olhando para o nada e sorri novamente pelo que foi bom.

Fato é que nada é para sempre e na maioria das vezes as coisas não terminam como gostaríamos.

E para finalizar fico pensando na frase do “Dr. Seuss”

Não chore porque acabou. Sorria porque aconteceu.

Theodor Seuss Geisel

 

 

 

 

Você, não eu

10 de julho de 2014 Deixe um comentário

Estar perto de você está me enlouquecendo
Ver você correr está me dá preguiça
Você está tentando comprar um lugar na minha cabeça
Dizendo-me linhas que eu já li
Falando o meu nome para tentar me confundir
Diga isso de novo você está começando a me perder

Está tudo certo estou bem
Acontece todos os dias
Tudo é o mesmo
Mas eu não sou cego

É tudo sobre você não eu
É tudo sobre as coisas
Que você espera que eu seja
Não há tempo suficiente para viver
E tudo o que você espera que eu dê

Você está construindo a minha prisão tijolo por tijolo
Comer as suas palavras está me deixando doente
Você tem o que você quer
Porque nada é sagrado
Você está lendo a minha mente
E me deixando nu
Você diz que eu tenho que dar antes de receber
Em algum dia eu acreditarei nisso

É tudo sobre você não eu
É tudo sobre as coisas
Que você espera que eu seja
Não há tempo suficiente para viver
E tudo o que você espera que eu dê

Isso é uma musica, mas um as vezes parece que é real na minha mente,

um pouco desabafo vai bem as vezes…

Espelho do meu passado

31 de março de 2014 Deixe um comentário

 

bad mirror

Por muito tempo me culpei pelo que perdi tentando descobrir o que me fez ter atitudes tão destrutivas para mim e para as pessoas que estão a minha volta, esse processo de descoberta foi longo e doloroso, pois, depois de descobrir cada ponto que não era correto vinha o sentimento de arrependimento e impotência por não ter mais como mostrar para quem eu magoei e que eu entendi que aquilo não era bom.

Acredito que foram pelo menos 2 anos de descoberta , alguns ponto foram remediados outros ainda permeiam o um ser , mas de uma forma um pouco mais branda.

Às vezes é fácil fazer a analise “post-mortem” (depois que já foi realizada a ação), pois você só coleta dados e não os sentimentos do momento. Mas sentir eles é algo bem diferente…

Convivendo no momento com pessoas que faziam coisas como eu fazia faz eu pensar ainda mais no que fiz e como foi bom ter mudado,  excitar o ódio, ter a cara fechada para tudo, não aceitar mudanças, julgar sem ter informações, egoísmo.  Ver o outro fazer isso e ficar indignado com isso é algo que eu tenho feito no momento, até quando eu parei e refleti, “nossa, eu era assim”  e percebi que não queria mais aquilo, pois não gostei do que senti, é um duro golpe.

Poderia desistir de ajudar essa pessoa, pois não gosto destas atitudes, mas ao mesmo tempo eu fui assim, então da mesma forma que eu me dei mais uma chance de mudar, as pessoas também merecem por mais que doa tomar umas “patadas” às vezes.  Ainda mais quando vejo que o problema da pessoa é também um pouco de incompreensão por ter tomado alguns golpes da vida.

O que sei é que vou tentar, se não der certo no fim acredito que a pessoa vai tirar uma lição de tudo isso, de uma forma boa ou ruim.

Confuso

24 de março de 2014 Deixe um comentário

confuso

Muitos pensamentos pela metade entopem minha cabeça e meus rascunhos.

Muitas coisas que seriam fáceis de ser resolvidas se transformam em grandes bolas de neve que correm atras de mim.

Como pode se incomodar pelo que tem, mas ao mesmo tempo não ter vontade de se livrar.

A cabeça vai a mil, e para não explodir me deixo hipnotizar por algo na TV para não me deixar pensar.

Diante de decisões como de uma bolsa de valores, onde o que é bom agora pode ser tornar péssimo daqui minutos, vou levando as coisas.

Errando e acertando, mas também por muitas vezes me esquivando de decidir.

Os dias estão ficando mais curtos e a bagunça acaba acumulando…

 

 

 

 

Adultos que são sempre crianças

27 de janeiro de 2014 Deixe um comentário

birra pb

A primeira impressão é que seria um post falando sobre a pureza e o jeito sem maldade de viver das pessoas… mas muito pelo contrario é para expor o lado pejorativo da palavra criança, de birrento , infantil, mimado e tantos outro adjetivos negativos sobre essa característica.

Muito se diz que a geração Y é feita de pessoas que não sabem perder, foram tratados como as pessoas mais importante do mundo pelos seus pais, ou que simplesmente foram “compradas” por eles, que não tinha carinho, apenas objetos. essa geração sempre é citada nestes pontos de criancice, OK é errado  mais o que dizer de pessoas com seus 40 para 60 anos com essas atitudes?

É duro ver que existem tantas pessoas que não sabem aceitar uma critica e refletir, já vai logo vomitando coisas em sua defesa quando é questionado por algo,  que param processos em empresas , interrompem amizades, pelo simples fato de não aceitar que pode estar errado ou que precisa pensar um pouco mais sobre o assunto.

Acredito que essa era que vivemos onde as pessoas são cada vez mais egoístas e orgulhosas só facilite a proliferação de sociopatas que só pensam em si e que não aceitam nenhuma opinião que não seja a dele.

É triste ver que pessoas ocupam altíssimos cargos em empresas com esse perfil e ainda são ovacionados por suas atitudes.

Se já não fosse tão ruim encontrar isso no mundo corporativo , agora ainda vemos pessoas provocando uma verdadeira batalha de indiretas nas redes sociais,  é de lascar!!

Parece que as pessoas estão mais preocupadas e saber da vida de quem eles não gostam do que das delas mesmas , e ainda como adolescentes ficam fazendo fofoquinhas sobre as pessoas.

Eu desprezo pessoas que se alimentam disso , mas ao mesmo tempo vejo que isso só vai aumentando , a medida que nosso pais cresce financeiramente, mas que decai quase na mesma proporção culturalmente.

é lamentável…

abcs

Retrospectiva

31 de dezembro de 2013 Deixe um comentário

rearviewmirror

Estava Ausente, ausente pelos compromissos, pela falta de tempo até para mim, mas o importante é que como todos os anos, eles começar e temos sonhos promessas e desejos, mas na real nunca temos certeza que vamos realizar nada.

Planejamos, vivemos um dia após o outro na esperança e na perseverança de que tudo que idealizamos se concretize. nem sempre da certo, mas temos que aproveitar o que a vida nos dá e deixarmos de ser ingratos ou mimados sempre que algo que planejamos não sai conforme nosso planejamento.

A vida é assim, inesperada. Por mais que insistimos e fazemos pensamentos positivos para que tudo de certo como em um filme ou em um conto de fadas, isso não ocorre (falando de Brasil, isso é ainda mais difícil).

Pois bem, eu comecei o ano descrente com tudo pela perda que tive no ano de 2012, somente com esperança, mas depois de um tempo de lamentações, indignação e tristeza, eu decidi que não dava mais para seguir daquele jeito, comecei a me valorizar mais, não me achar o injustiçado do mundo e ver que as coisas só acontecem se vamos atras.

Posso dizer que entre “mortos e feridos” tive um ano bom, realizei alguns desejos, mantive minha condição profissional e fiz novos amigos.

Tudo isso contribuiu para minha auto estima, com esse “poder” em alta, tive coragem de conhecer pessoas novas e em uma destas pessoas conhecer minha nova namorada. namorar é algo que ainda me dói por incrível que pareça, é difícil aceitar outra pessoa em sua vida depois de tanta frustração, então acabo ainda sendo meio chato e individualista. Espero me entender para não magoar ninguém ou me magoar, mas confesso que depois que esta melhor, não achei mais tão ruim ficar sozinho,  mas isso é assunto para mais tarde, pois já venho pensando nisso a um tempo.

Mas o mais importante para mim no próximo ano é viver, já tenho marcado mais de 30 dias de viajem de férias fora do pais para conhecer coisas novas,  farei planos como sempre faço, mas o inesperado ocorre, para o bem e para o mal então devo estar preparado para tudo.

Não leio meio post anteriores, portanto se me contradisse, faz parte da vida, aprender e mudar de opinião sempre que se aprende algo novo e assim levo minha vida.

Desejo assim que continuem perseguindo seus desejos e sonhos e que não desistam no próximo ano que se aproxima, pois quem não deseja nada , não vive , apenas sobrevive.

Abraços