Arquivo

Archive for agosto \03\UTC 2014

It´s Over…

3 de agosto de 2014 Deixe um comentário

store-closed

Coincidentemente a 2 anos iniciei esse blog com o proposito de ajudar na minha terapia, para colocar para fora o que eu sentia de alguma forma, pois as vezes era difícil verbalizar tudo isso ou encontrar alguém que entendesse o que eu passava.

Nunca o divulguei, mas pessoas o encontraram, fiquei feliz por cada comentário recebido, com palavras de apoio ou de identificação com o que eu escrevia.

Mas a ferramenta que cura as vezes machuca. Como um remédio, que tem o proposito de curar, mas que na dose errada pode até matar.

Como tudo na vida tem um fim. De uma forma ou de outra eu pararia de escrever em algum momento, mas como disse no post anterior, “nem tudo termina como planejamos” e esse é mais um fim assim.

O que blindava o blog era meu anonimato, mas ele já não existe mais, por isso não conseguirei colocar com o mesmo sentimento que escrevia por me sentir julgado por coisas que ainda não sei bem como compreender.

Essa será a ultima atualização desse blog, obrigado a quem acompanhou e incentivou, aqui fica um pedacinho da minha memória.

“I’m moving on
I’m moving on
Watching in silence
Watching in silence again…”

Fê.

 

Categorias:Geral, Pensamentos

Nada é para sempre

3 de agosto de 2014 Deixe um comentário

Errar e acertar faz parte da vida, não somos perfeitos e nunca seremos, mas o importante é tentar.

Eu tentei… se foi da forma certa ou errada estou descobrindo a cada dia que passa, mas agora refletindo sobre tudo sozinho.

Infelizmente passo por mais um fim na minha vida e ainda sofro um pouco em lembrar, mas depois, concluímos que foi o melhor para o momento.

Sempre lembrarei do seu sorriso que mesmo quando ela se dizia que era feio , eu insistia em dizer que era lindo e era de verdade, lembrarei de nossa viajem dos momentos que passamos das coisas que descobrimos juntos. Lembrarei dos momento que olhávamos os gatinhos brincarem e só ficamos em silencio rindo da situação. ah sempre lembrarei dos gatinhos também.

Lembrarei de mais uma duzia de coisas boas com a certeza de que fizemos muitas coisas legais, mas infelizmente nossas incompatibilidades nos afastaram, mas também não quero pensar nisso, pois quero me lembrar do que foi bom pois os motivos que fizeram não dar certo ainda estão sendo processados e talvez nunca eu entenda.

O sentimento que fica é de carinho e respeito por uma pessoa muito especial que passou pela minha vida.

Agora vou readaptando minha vida me organizando de outra forma sem pensar muito no amanha, deixando que novas situações me coloquem em um novo rumo.

Não sou muito bem falando destas coisas ao vivo e por isso escrevo. Durante esse post, eu respirei fundo lembrando do que foi bom, chorei, fiquei pensativo por vários minutos olhando para o nada e sorri novamente pelo que foi bom.

Fato é que nada é para sempre e na maioria das vezes as coisas não terminam como gostaríamos.

E para finalizar fico pensando na frase do “Dr. Seuss”

Não chore porque acabou. Sorria porque aconteceu.

Theodor Seuss Geisel