Mais uma primavera!

25 de setembro de 2013 1 comentário

3685875772_bb11897266

Há um ano eu me queixava do meu aniversario, triste e sem nenhum motivo para comemorar, apenas motivos para lamentar…

Juro que não imaginaria que esse ano seria são diferente do outro pelo que passei.

Marcando um encontro de alguns dos melhores amigos e minha família para um jantar muito engraçado e principalmente, FELIZ!

Além de contar com a presença de pessoas tão queridas por mim, fiquei por alguns minutos olhando para os 3 casais de amigos que estavam lá… ai foi que passei a lembrar que estas 6 pessoas foram meus anjos da guarda, pessoas que me arrastavam para todos os lugares para que eu não me sentisse sozinho, não pensasse no passado, naquele momento olhe para quem estava ao meu lado e disse, “foram eles que me ajudaram a eu sair da depressão, eles me salvaram” pois depois de tudo que passei muito deles se preocupavam muito comigo e isso fez aquele momento se tornar ainda mais especial.

Chego aos meus 32 anos, ciente que a vida tem muito a nos ensinar, cada dia é um aprendizado, e que das lições mais doces ou mais amargas que a vida no coloca, tiramos algo para sermos melhores pessoas.

Sei que no próximo ano estarei de ferias, pois já esta programado com uma viagem de trabalho, mas nessa diferente de como fui na minha ultima viagem para Alemanha eu estarei se Deus quiser, muito mais feliz.

 

 

Anúncios

Escolha ou será escolhido

4 de setembro de 2013 Deixe um comentário

São 21:00 e parece que minha noite já terminou.

O que começou como uma semana inédita na minha vida se tornou passado mas mesmo assim inédita.

Quem sempre buscou algo impar agora tinha o plural, ou outra opção.

A vida nos poe opções para que possamos decidir, mas quando não decidimos a vida decide por nós.

O inédito era estar conhecendo duas pessoas e ter interesse nas duas e esse interesse ser mutuo. A duvida pela escolha e pelo medo de magoar quem me fazia bem, fez com que eu já a magoasse.

Agora volto ao impar ao singular, na confiança de que tenha sido minha melhor opção, mesmo sendo a que estava mais distante.

Talvez não ter decidido tenha sido a melhor opção, pois a mensagem dessa pessoa que decidiu se afastar não foi de um adeus e sim de um até logo. A certeza da escolha só virá com o tempo , mas acredito que ainda tempo para reverter caso eu tenha errado.

O que importa é que as próximas 48 horas talvez decidirão o meu futuro.

O Sol brilha novamente

2 de setembro de 2013 Deixe um comentário

sun rising

Depois de meses de tristeza e reclusão, vejo as coisas mudarem.

Por esse tempo eu me escondia, ficava de cabeça baixa e não olhava ao meu redor.

Depois praticamente um ano de tudo que aconteceu, vi novamente que há seguir em frente de forma diferente, que sou capaz disso e principalmente que quero mudar isso.

Uma vez uma amiga me disse “você tem que se sentir de volta ao jogo”  e desde agosto eu voltei , com força e disposição para virar o placar da minha vida.

Estou realizando meus desejos, estou fazendo meus próprios planos e conhecendo novas pessoas.

O que tiro de tudo isso? Aquele velho ditado mas tão real “o que não nos mata nos fortalece” e saio fortalecido em busca da minha felicidade.

I’m alive again
The darkness far behind me
I’m invincible
Despair will never find me

I feel strong
I’ve got a new sense of elation
Boundless energy
Euphoria fixation

Dream Theater – About The Crash(Reprise)

Link: letras.ms/3cAJ

365+6 de sentimentos expostos

8 de agosto de 2013 2 comentários

 

 

1 ano

 

No dia 02/08/12 depois de ter passado um dos piores meses de julho da minha vida, eu escrevia pela primeira vez aqui, escrevia para colocar para fora os sentimentos de uma forma como nunca havia exposto antes,

Deixando a vista para o mundo os pensamento de um homem que tinha ficado sem rumo. um homem racional que escondia em uma cara as vezes sem expressão e frio milhares de sentimentos por uma perda que considerava irreparável e impossível de substituir. Da pessoa que era apaixonado e que ainda depois de tudo isso tenho a humildade de dizer que talvez voltaria se conversado. mas não é disso que quero falar.

Procurei escrever em um local aberto para que eu tivesse fácil acesso em qualquer lugar e depois de um tempo, mesmo sem procurar a minima forma de promove-lo fui vendo que pessoas estavam lendo-o. e com isso comentários de apoio e comoção. Nunca esperei isso, mas fiquei grato por cada comentário recebido.

Aqui escrevo o que penso, não para agradar um ou outro e sim para colocar para fora o que me incomoda, esse espaço me ajudou muito nos momento em que não era possível dizer para ninguém o que estava sentido.

um numero considerável de coisas mudou nesse período de um ano, novas amizades, alegrias, desafios e frustrações.

Espero que em 2/08/14 eu esteja comentando muito mais das alegrias do que das frustrações e quem sabe com alguém já preenchendo o meu coração de felicidades novamente.

Por ultimo digo, se esta nervoso, frustrado, triste ou simplesmente puto da vida, abra um blog e escreva nele. vai ver que depois que escrever vai se sentir melhor , pois quanto mais você compartilha o que te aflige menor ela se torna.

Obrigado!

 

O Inverno

26 de julho de 2013 2 comentários

O Inverno chegou, e aqui em São Paulo chegou para valer.

O inverno, 

Estação que a temperatura esfria e faz com que pensemos mais antes de sair de casa.

Estação que muda a rotina de quem normalmente tem uma vida mais agitada.

Que faz com que as pessoas fiquem mais elegantes, ou mais cafonas.

A temperatura que já é baixa tem ajuda do vento, vento que bate em nosso rosto, queimando com o frio ou como a dor de um tapa, um tapa da solidão.

Pois o inverno é mais romântico, os casais saem mais para jantar, ficam mais abraçadinhos e por mais frio que esteja , no final sempre haverá sua companheira do seu lado ao se deitar.

O inverno pede um abraço, um filminho no sofá a dois comento uma pipoca ou o carinho de fazer algo para esquentar que você ama.

Mas quando se esta só, nada disso tem gosto, e o que te consola é o zumbido do vento na janela em noites frias e o som da casa vazia.

O frio entristece a casa vazia e o coração de quem à habita.

E o que resta é apenas esperar, espera por uma nova estação, que florirá os campos e por que não ao coração? de alguém que viveu o inverno abraçado na solidão

 

 

Castelo de Cartas

15 de julho de 2013 Deixe um comentário

castelo de cartas pb

 

O Castelo de cartas, algo muito difícil de se construir e muito fácil de se destruir, poucos tem a habilidade de mante-lo em pé por muito tempo ou se quer levanta-los.

Bem, essa foi uma metáfora que pensei no caminho do trabalho para casa em relação a minha estabilidade emocional, é como a de um castelo de cartas.

Vinha a tempos reconstruindo minha saúde emocional, pela ajuda terapêutica, companhia de amigos, remédios, amor próprio, entre outras coisas. Isso me dava confiança, fazia que eu me sentisse bem a cada dia e confiante para por correr risco de encontrar outra pessoa, mas, para quem leva tudo tão intensamente como eu, uma resposta ruim , ou no caso o silencio/indiferença, faz com que tudo aquilo que construí desabasse em uma fração de segundos, parecendo que toda aquela auto estima que tinha construído caísse lá de cima dele e se estatele no chão junto com o castelo.

Não via a hora de acabar o dia para chegar em casa pois mais nada rendia, queria só chegar logo e ficar aqui, sozinho comigo mesmo e recolher todas estas cartas e recomeçar.

Posso estar exagerando, posso rir de tudo isso mais pra frente, mas nesse momento não parece engraçado, espero que eu esteja enganado.

 

 

Simples assim

13 de julho de 2013 1 comentário

Dentro do trem de curitiba a morretes, vejo pessoas diferentes, de regioes e estados diferentes…
Todos apreciando a simplicicadade a beleza da mata atlantica.
Simples assim, sou mais um olhando na janela e tambem sendo mais um a contemplar a paisagem, pensando em silencio no que as proximas semanas me reservarao.
Para a cabeça de uma pessoas anciosa como eu, a historia pode tomar inumeros rumos, mas aqui viajando. O que resta eh tentar relevar e pensar apenas nesse final de semana.